Carregando...
31 comentários
  1. Regina Borges Schmidt

    Quanto ao tema em discussão sobre a Escola sem partido…pode-se dizer que é impossível estar no mundo sem participar mesmo que seja negativamente. Todos pensamos, falamos, agimos, sentimos a partir de uma certa visão de mundo, da nossa herança cultural, da nossa experiência a partir da vivência…não há como ser totalmente isento ..seria nossa negação…

  2. Evandro

    A cruzada foi ótima. Quanto ao movimento, é realmente péssimo. Horrível que tenha tido tantos adeptos e que seus defensores tenham tomado o administrativo e o executivo.
    A pior parte é que sem briga entre os políticos, é capaz de decisões ruins passarem e medidas prejudiciais serem tomadas sem que o povo veja.

  3. Zelia

    Quanto ao Programa Escola Sem Partido, eu acredito que Professores devem ser apartidários, que devam apresentar, mostrar e discutir todos os seguimentos políticos, religiosos etc, a ponto de seus alunos criarem suas próprias conclusões e nunca ser punidos por suas opiniões.

  4. maria lucia sendas

    concordo com a opinião da Zélia, a escola tem que expor aos alunos os fatos e opiniões para que os alunos venham a se formar com conhecimentos básicos gerais, e depois de vivenciar escolham aquilo que mais se encaixe em seu modo de vida e de pensar.

  5. Roberto

    Entendo que a escola não pode ser partidária como a esquerda gostaria que fosse. Não se pode incutir numa criança ou adolescente uma ideologia política porque nessa idade, eles não têm opiniões próprias, não têm capacidade para entender o que é certo ou errado na política do seu país. É uma maneira da esquerda forçar e incutir nos jovens a ideia de que o sistema deles é melhor e mais eficiente para o país.

  6. Sidnei Marins

    Oi Zélia é isso aí, gostei. Acho que muitos vão entender que o objetivo não é dar destaque a esse ou aquele partido e sim ensinar o que é um partido político ou uma religião. Porém há de se ter muito cuidado como o Roberto escreveu.

  7. Sidnei Marins

    Então Bereci, a questão é se os nossos Professores foram ou estão sendo devidamente preparados para ajudar a formar opiniões sem cair na tentação de “puxar as brasas para suas sardinhas”. Vamos esperar que sim pois nunca se desvalorizou tanto uma classe tão importante na sociedade. Que Deus ilumine os nossos Professores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *