Palavras Cruzadas / Racionais

8 respostas

  1. Marcio disse:

    Muito certo.
    O problema maior é provar, com veracidade, a bandidagem do indivíduo.

  2. ZECA TORRE disse:

    FOI MUITO BOM, PARTICIPAR. AGRADEÇO AS HORAS QUE PASSEI ME DISTRAINDO.

  3. Luiz Carlos disse:

    É isso mesmo. BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO.

  4. BERECI DA ROCHA MACEDO disse:

    Muitos são a favor de matar, matar e matar. Mas e quando o bandido for seu filho também quererá matá-lo? Isso é uma matéria para profunda reflexão. A sociedade assim como cria os bons cria os maus e tem suas condescendências com muitos criminosos, tais como: administradores públicos ladrões, para mim, o pior bandido, pois ele prejudica o doente, o cego, a criança, o velho, o trabalhador, enfim todos aqueles que trabalham e colaboram com progresso de um País. Sinceramente, não sei se a pena de morte resolveria com o atual comportamento coletivo, onde impera o egoismo e o individualismo. Precisamos de mais humanismo, de mais poesia para tornarmos o universo menos violento. É essa sociedade de consumo, onde só vale o ter, é a causadora de todos os nossos males.

    • João Sacramento disse:

      Muito bem Bereci, concordo com o seu ponto de vista. Não se combate um mal com outro mal. Também concordo que esta sociedade capitalista de consumo, onde só interessa o dinheiro, juntamente com os fanatismos religiosos está na origem da decadência humana.

  5. Sidnei Marins disse:

    A realidade atual é : quando o bandido é pobre é negro não tem escapatória, mas quado tem dinheiro a estória é outra. Assim: dois pesos e duas medidas. Injusto né?

  6. Alexandre disse:

    Afinal sim , pena de morte, é claro. Ou como diria Chico Anysio: dó de morte

  7. Roberto B. de Souza disse:

    Concordo com a BERECI , EXCETO quando ela diz: se o bandido for “seu filho” também quererá matá-lo? NÃO. Porém minha empatia me faz essa pergunta: Coloque-se no lugar dos pais que teve um filho morto por”o bandido for seu filho” O matou. E aí???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *